COMPRE AGORA EM ATÉ 3 VEZES SEM JUROS NO BOLETO OU NO CARTÃO
Carregando...

MENU

LIMÃO E A FRUTOTERAPIA


Por Dr. Apollinaire DSCHOUTEZO *
Uma das frutas mais disponíveis em todo o planeta e, muito versátil nas formas de preparo e consumo, sempre é possível integrar o limão na alimentação diária.

Os principais minerais presentes nas diferentes partes do limão são: sílica, cálcio, ferro, manganês e cobre.

O Limão por ser rico também em vitaminas B1, B2 e B3, é um alimento recomendado na prevenção de doenças do sistema nervoso.

Cerca de 7% do suco do limão é composto por ácidos: cítrico + ascórbico (vitamina C). Tal fato explica porque o limão ganhou a reputação secular de prevenir o escorbuto. Tais ácidos do limão interferem também no bom funcionamento das glândulas endócrinas e evita hemorragias, tão comum em diabéticos e pessoas da terceira idade.

Ao mesmo tempo, o limão é um anticoagulante natural. Mas, exatamente por seu poder regulador (anti-hemorrágico <-> anti-coagulante) apresenta-se superior a muitas drogas farmacêuticas.

O limão, por sua riqueza em sais minerais e em ácido cítrico, tem a propriedade de manter as células jovens, oxigenadas (Ciclo de Krebs) e ativas (eletroquímica e eletromagnetismo).

Devido ao seu teor de vitamina PP (niacina - componente de coenzimas relacionadas às enzimas respiratórias e vasodilatadoras), o limão é um alimento recomendado na prevenção de problemas cardiovasculares (protetor arterial).
O consumo diário do limão é muito recomendado para uma gravidez feliz . Também na prevenção e tratamento de doenças infecciosas e do câncer.

O limão é reconhecido milenarmente como um antibiótico e anti-séptico intestinal. Tomado em jejum e de forma diluída, esta ‘limonada’ cicatriza os tecidos intestinais e destrói putrefação. Na Índia, o suco de limão é a bebida sagrada do desjejum matinal, agindo como agente de purificação, regulação e antídoto de envenenamento ou intoxicação.

Com ação de laxante suave, é ideal para regular os intestinos, esteja ele solto ou constipado. E ainda, com seu poder adstringente, reduz a formação dos gases intestinais. Desta forma, evita o inchaço do estômago e dos intestinos. É indicado também como coadjuvante no tratamento de retrocolites e síndromes dos intestinos (SII, Doença de Chron etc.). 

Rico em enzimas e sais minerais, depois de uma refeição pesada é recomendado que se tome suco fresco de limão diluído num chá digestivo ou água morna (não deixe que o calor destrua as enzimas do limão) para acelerar o fogo da digestão e a desintoxicação. O consumo regular e correto do limão irá facilitar a liberação dos excessos de gordura corporal, assim como evitar a formação de tais depósitos.

O limão neutraliza e ajuda na expulsão de toxinas. Com esta ação desintoxicante e digestiva, é indicado também para estimular todos os sistemas cardiovascular e respiratório. Integrado a sua ação de purificação ocorre uma redução da viscosidade do sangue de pessoas hipertensas ou com históricos de colesterol e/ou triglicérides elevados. Portanto, o limão é um hipotensor natural.

Recomendado na prevenção e tratamento de disfunções hepáticas e pancreáticas, o limão é um poderoso protetor e depurador hepático. Seu consumo diário é indicado em casos de esteatose (fígado gorduroso). O limão também tem uma função reguladora sobre o pâncreas, portanto recomendado na prevenção e históricos de diabetes.

Recomendado na prevenção e tratamento de disfunções do trato urinário, pois o limão é um dos melhores diuréticos que existem. O consumo diário de limão evita a formação de cálculos (renais e vesicais), como também de aglomerados de células como cistos e tumores. 

Em países tropicais o limão pode ser usado na prevenção eficaz contra a malária. Para tanto o indicado é a Terapia Intensiva do Limão (19 dias), mais eficaz ainda se a ‘limonada’ é misturada com água de barro. Sucos e limonadas são refrescantes e pode ser coadjuvantes na redução de febres em geral. Ou seja, o limão tem propriedades de refrescar e reduzir a temperatura corporal. Lembre das limonadas no verão!

O óleo essencial (OE) de limão contém substâncias químicas (monoterpenos), entre elas o d-limoneno, que agem como um quimioterápico natural, prevenindo e impedindo o desenvolvimento do câncer.

A Terapia Intensiva do Limão, também conhecida como Citroterapia ou Cura do Limão, pode ajudar em vários aspectos do psico-emocional como: parar de fumar, melhorar a lucidez e disposição mental, melhorar as habilidades de inteligência, favorecendo-lhe uma boa memória. Melhor sono, portanto disposição e bom-humor matinal. Pesadelos e insônia podem ser resolvidos com esta terapia da Cura do Limão.

Suas folhas e flores têm uso terapêutico amplo. As flores e as folhas do limão contém fito-hormônios que acalmam e alegram. Podem ser usadas via terapia floral, aromaterapia ou fitoterapia (sucos e chás).

Uso externo
O limão tem grande aplicação no campo da estética com as funções principais de agir como: bactericida, cicatrizante, antioxidante, adstringente, esfoliante, anti-manchas, anti-caspas e ativador da respiração celular.

O uso tópico correto de suco fresco do limão permite a desinfecção e cicatrização de feridas. Experimentos de laboratório mostraram que o suco de limão mata os germes da tuberculose, a sífilis e da febre tifóide.

Feridas na boca e gengivas podem ser tratadas e curadas com o uso tópico de um cotonete embebido em suco fresco de limão. Em casos de inflamação da garganta, tosses e rouquidão, se recomenda um gargarejo a cada hora. Na odontologia o uso adequado do limão tem aplicações mais amplas: combate a piorréia e destrói micro fermentação bacteriana oral. Neste caso, deve ser diluída uma colher de café de suco fresco de limão em meio copo de água filtrada ou chá forte de orégano. 

A casca do limão contém flavonóides e monoterpenos, que ativam a circulação periférica de membros, pés e mãos. Óleos de massagem contendo o óleo da casca do limão (óleo essencial de limão ou OE de limão) são indicados para varizes, pernas cansadas, artrite reumática e fortalecer unhas. 

Uma receita caseira para tratar rachaduras de pele é a mistura de suco de limão com glicerina. 

No livro O poder de cura do limão você irá encontrar receitas caseiras para tratar problemas de couro cabeludo (queda capilar e caspa) e de pele (acnéica, oleosa e manchas). As principais funções do limão nestas receitas são: seu poder de adstringência e, provocar respiração/nutrição celular.

O limão quando consumido de forma errada, como qualquer remédio, pode causar desmineralização e até anemia. Neste caso, volte para o seu consumo correto e saudável, ou seja, sempre acompanhado de frutas, folhas verdes, legumes, feijões, raízes e sementes. 

Apollinaire DSCHOUTEZO: doutor formado pela Universidade aberta de medicinas complementares do Sri Lanka. Formado em Naturopatia e Homeopatia Clínica. Especializou-se em Alimentação e Saúde (OCM). É presidente e fundador da Associação Universidade aberta de Ayurveda e Naturopatia (Espanha e Portugal).

Nenhum comentário:

Postar um comentário